quarta-feira, julho 08, 2015

A VIDA IMITANDO PELÍCULA

André Debevc
Sempre quis que a vida fosse como um filme. Closes fechados. Momentos em câmera lenta. Cortes inteligentes. Planos longos e músicas de fundo escolhidas a dedo para acompanhar os momentos imitando filmagens em super 8. Tudo feito para que, aos olhos de todos, tudo parecesse perfeito. Roteiro escrito a quatro mãos e direção moderna misturando rock e romantismo. Granulados intercalando frases lindas e diálogos de dar inveja. Porque afinal, a vida em película - ou digital imitando película – foi feita para ser eternizada. Só esqueceu que filmes não duram muito mais do que duas horas. E muitos filmes, a maioria dos filmes, a gente só vê uma vez.

Um comentário:

Saulo Moraes disse...

Às vezes me considero um personagem coadjuvante de filme que apenas passa pela multidão. Em outras oportunidades, sou protagonista de uma série do anos 90 que comete os mesmos erros em todos os episódios.

http://asmelhorescronicas.blogspot.com.br